domingo, 27 de março de 2011

Pr. Paulo Correia "cidadão cajatiense", e o pior é que não é piada!!!

O vereador Sr. Paulo Chagas em mais uma de suas desventuras politiqueiras ( ver o post , indicou através de votação secreta realizada no dia 25/05/2011 o nome do Sr. "Pr., Apóstolo, Patriarca, Semi-deus" Paulo Alves Correia, o que causou certo resentimento no pobre, digo, nobre vereador, pois tal indicação foi aprovada por 7 votos, apenas 2 vereadores foram conscientes da tamanha incoerência  de tal indicação.
Fica apenas a pergunta a ser refletida?
O titulo é oferecido a quem presta relevantes serviços ao Município. Quais seriam estes relevantes serviços prestados por tal cidadão?
Deixo apenas um comentário encontrado no blog do amigo Luiz dos Passos no Taipa News, apesar de ser anônimo, mas revela o profundo de muitos dos corações de membros desta igreja e muitos pastores ao qual eu pessoalmente tive o privilégio de ouvir as tamanhas atrocidades de tal cidadão. Paulo com Paulo que se intenda né?
Na verdade o vereador Paulo Chagas deveria conhecer melhor esse cidadão antes de lhe conceder um titulo. Centenas de Pastores passam dificuldades financeira enquanto ele esbanja com seus carros carissimos e apartamentos luxuosos e a familia é brigada por causa da herança deixada pelo seu pai, fundador do ministerio de Santos. E me diga que serviço relevante como cidadão ele prestou a nosso municipio? Orfanato? Ações sociais? Vereador Chagas, procure conhecer melhor os seus homenageados. Não jogue a sua carreira fora misturando se com estas pessoas.(http://taipanews.blogspot.com/2010/05/aprovacao-titulo-de-cidadao-cajatiense.html)

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Campanha "Livre para Crer"

video




A Organização da Conferência Islâmica, que compreende 57 países, sendo a maioria de população muçulmana, apresentará mais uma vez a Resolução da Difamação da Religião na Assembleia Geral das Nações Unidas, no final deste ano.
Essa resolução:
- dá ao governo o poder para determinar quais visões religiosas podem ou não podem se expressar nesses países;
- dá ao Estado o direito de punir aqueles que expressam posições religiosas “inaceitáveis”, de acordo com o que eles acreditam;
- torna a perseguição legal;
- visa criminalizar palavras e ações consideradas contra uma religião em particular, nesse caso, o Islã.
- tem o poder de estabelecer legitimidade internacional para leis nacionais que punem a blasfêmia ou, por outro lado, proíbem críticas à religião.
Muitos países apoiaram essa resolução no passado, mas alguns agora estão mudando de ideia. Este ano, existe uma possibilidade real de que ela seja derrotada. E você pode ajudar. Está na hora de mudarmos isso.
Participe da petição global realizada pela Portas Abertas Internacional e una-se a milhares de cristãos ao redor do mundo. O abaixo-assinado será entregue às Nações Unidas em dezembro deste ano.

domingo, 20 de junho de 2010

O SHOW TEM QUE PARAR

Diante dos abusos que vemos hoje no meio evangélico, não é possível ficar calado e sentado no banco de nossa igreja fazendo de conta que nada está acontecendo. Eu ñão consigo ficar calado quando vendem o sangue de Jesus em saquinhos.Alguns líderes estão proibindo a igreja de pensar repudiando a teologia, o ensino da palavra de Deus e fazendo com que o povo erre por falta de conhecimento. Mas esquecem que o responsável de levar o conhecimento bíblico é do sacerdote. A frase mais conhecido é "SOU UNGIDO DE DEUS, NÃO ME QUESTIONE PORQUE SEI O QUE ESTOU FAZENDO, NÃO TOQUE EM MIM SE NÃO VAI CAIR RAIO EM SUA CABEÇA!"Outros já pegam este gancho e abusam de sua autoridade para reprimir irmãos e irmãs que questionam algumas coisas que são feitas na igreja.Outros vendem o milagre em troca de campanhas que envolvem muito dinheiro – a teologia da prosperidade é difundida no coração do novo convertido como uma verdade absoluta.Muitas igrejas estão adotando o movimento judaizante com símbolos, danças e até festas comemoradas, algumas apenas por mostrar a cultura e outras abraçando este movimento por acreditar que isso leva uma benção especial a sua igrejaNão podemos ficar inertes quando alguns estão sendo pedágios do céu, mercadores da fé, usando movimentos e unções inventadas por homens para parecer o messias nos dias de hoje que cura liberta e santifica o homem.A cidade de Cajati vem sendo palco de inúmeros estardalhaços religiosos propagados por eventos ditos evangélicos, corroborados por homens que iludem a fé alheia, com suas aparências de piedade, mas negando a eficácia dela, dos quais a Palavra de Deus nos ordena que nos afastemos (2Tm 3.5).Como se não bastasse, o show proferido pelo Sr. João do Recife, (aquele que tem conversa direta com Deus via celular e SMS, e que afirma que a graça de Deus é um dom de Deus dado aos homens por merecimento próprio), como também o Sr. Paulo Roberto (aquele que recebeu revelação de Deus onde galinhas eram batizadas com Espírito Santo e um galo era profeta). Temos neste ano mais um festival de horrores, com a presença do Pr. Geziel Gomes (aquele que juntamente com o Sr. Ouriel de Jesus recebeu uma nova revelação de Deus acerca do ultimo avivamento dos últimos dias com revelações do livro selado pelo Profeta Daniel para o tempo do fim, das coisas inefáveis que o Apóstolo Paulo ouviu no Paraíso e do livro comido pelo Apóstolo João) e também o Sr. Yossef Akiva, ou melhor, José Marcelo o que diz ser judeu, mas é cearence, detentor de poderes místicos supra-naturais, o Sr. Akiva ou José, derruba os crentes no chão enquanto promove adoração aos ícones caducos do judaísmo, como arca da aliança e shophar, coisas que carecem de sentido para o cristão da presente dispensação.Revelamentos, descalabros e profecias de arrancar o sabiá do toco conformam o repertório deste judeu nordestino.Este homem insinua apresentar “deus” ao recinto. Coloca-se como arauto de Sua Santa presença! Senhores e Senhoras: Eis aqui “deus”. Entre “deus”. E “deus” entra e obedece ao camarada, tal qual uma entidade adestrada de centro de macumba!!?Yossef Akiva quer fazer, como se faz na macumba, “tocar para “deus” baixar e bater para “deus” subir”!!!Quanto ao Sr. Marco Feliciano, acho que o mesmo, já dispensa comentários.Malditos sejam os organizadores deste evento odioso que tem permitido a entrada na Igreja de tanto vento de doutrina e dado voz a todo tipo de falso profeta. Malditos sejam!

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Hoje é o Aniversário da Reforma Protestante. Parabéns a Todos os Protestantes. A Deus Seja a Glória!


A Reforma foi o retorno às Sagradas Escrituras e o abandono de toda tradição, revelação e filosofia humanas!
Sola Scriptura! Nenhum pensamento, revelação, profecia, pregação, hino ou qualquer outra inspiração está acima daquela que é a Única e Absoluta Norma de Fé e Prática da Igreja de Cristo: A Palavra de Deus!

A Reforma provou que para um cristão ser perdoado não precisa pagar nenhuma indulgência, mas tão somente se arrepender de seus pecados!

A Reforma manifestou a verdade de que nenhum papa, padre ou outra criatura pode absolver alguém de seus pecados senão Deus, na pessoa de Jesus Cristo!

A Reforma redescobriu a verdade Bíblica de que nenhum homem pode orar pelos mortos, mas que é ordenado ao homem morrer uma só vez vindo o juízo!

A Reforma provou que nem papas, padres, santos ou outra pessoa pode ser mediador entre Deus e o homem, mas que o único mediador é Cristo Jesus, homem!

Através da Reforma vemos que a salvação não foi dada aos eleitos pelos seus méritos e obras, e muito menos por uma aceitação prevista do evangelho por parte dos mesmos, pois assim, a salvação seria uma recompensa e não um Favor Imerecido. Mas essa salvação é pela Graça, Favor, Dom, Misericórdia, Amor, Bondade, Benignidade, Propósito e Escolha de Deus!

A Reforma evidenciou que a Salvação é somente pela Fé em Cristo sem obras, sendo as obras resultados da Salvação e não sua causa!

A Reforma Glorificou a Deus acima de qualquer relíquia, objeto, santo ou homem. Somente a Deus seja a Glória pelos séculos dos séculos. Amém!

A Reforma não somente influenciou, mas continua influenciando santos de todo o mundo.
Com a Reforma aprendemos que a omissão é fruto da covardia, medo e cumplicidade com o erro, e que se Lutero e os reformadores tivessem se omitido em falar a verdade, não haveria Reforma!

Igreja Reformada, sempre se reformando!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Resposta ao Comentário da Irmã Carla

A irmã Carla fez um comentário refutando o meu estudo acerca da “unção dos quatro seres” postado nesse Blog. Eis o comentário:
paz do SENHOR gostaria de deixar meu recado:queridos eu tbm vejo muita coisa que ainda que ainda nao compreendo ,nao podemos dizer que certas coisas nao tem respaudo biblico, isso exige de nós uma profunda pesquisa sobre o assunto,a biblia ta cheia de de fatos estranhos que de imadiato nos parece heresia, nossa mente é humana claro que ela vai rejeitar aquilo que nao entendemos ou nao compreendemos, imagine um profeta fazendo uma maquete de israel e a sitiando e outro que DEUS mandou comprar um cinto de linho usar por um tempo e depois colocar na fenda de uma rocha tem mas um que vivia no deserto que comia gafanhoto que sentido tem nisso??querido o profetico é assim, DEUS nao tem obrigaçaõ de nos explicar tudo nem nós podemos nos cobrar saber de tudo,o que nao podemos fazer sair batendo tao forte naquilo que nao entedemos, eu nao sou leiga estudo teologia mas nao me acho capaz julgar de maneira agressiva os meus irmaos eu sei de algo que quanto mas eu subir mais eu verei isso é garantido .sera que joao batista tao admirado por nós se vivesse nos dias de hj vc diria que ele é eretico e jeremias coitado seria uma miseria?e se DEUS te chamasse pra um ministerio profetico e mandasse vc fazer coisas que nem vc entenderia por amor a ele vc faria?pense nisso agora a respeito de mike shea eu posso fazer essa declaração ele é um homem de DEUS simples um pai disposto a fazer tudo pra declarar com sua vida o amor a JESUS disposto sim a se expor ao ridiculo por amor a JESUS, nao esta na obra de DEUS POR DINHEIRO NEM POR FAMA NEM PRA SER RECONHECIDO ,como temos visto muitos por ai,muitos perdendo aquilo que DEUS colocou na sua nao suas maos pra serem alpinistas ministeriais isso sim é uma miseria pra nossa nação esses homens tem adorado o seu bezerro de ouro, os seus TITULOS sao mais importantes do que qualquer coisa isso sim é um disparate uma heresia, mike shea só tem orado pra que o reino de DEUS seja estabelecido na terra, e vc tem orado pelo uque?

Para que muitos possam aprender e tirar suas conclusões...
Eis minha resposta:


Paz do Senhor Carla,
Quero, primeiramente, externar meus agradecimentos pela sua participação nesse modesto Blog, o qual, pela Graça de Deus tem sido um disseminador da Verdade Bíblica.
No entanto, como você deve saber, quando externamos nossa opinião sobre determinado assunto estamos sujeitos a uma refutação da nossa opinião. E é exatamente o que, com a Graça de Deus, quero fazer com seus argumentos.
Vejamos:

Item I
Você diz: “...eu tbm vejo muita coisa que ainda que ainda nao compreendo ,nao podemos dizer que certas coisas nao tem respaudo biblico, isso exige de nós uma profunda pesquisa sobre o assunto...”

Mas outro é o pensamento Bíblico:

I – A Bíblia é enfática em dizer que existem vária mentiras, heresias: Mt 15.8,9 “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.”
Ora, Jesus está declarando que existem doutrinas da imaginação humana e não de Deus!
II – Paulo Diz que a heresia é necessária, por que através dela podemos saber quem é de Deus e quem não é: 1 Co 11.19 “E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós.”
III – Paulo nos alerta: I Tm 4.1 “Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios”. E Pedro também: 2 Pe 2.1 “Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição.”
IV – A Bíblia ainda nos diz para tomarmos cuidado com as Heresias: Cl 2.8 “Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo”; Hb 13.9 “Não vos deixeis envolver por doutrinas várias e estranhas, porquanto o que vale é estar o coração confirmado com graça e não com alimentos, pois nunca tiveram proveito os que com isto se preocuparam.”
V – A Bíblia nos aconselha a não nos conformarmos com doutrinas estranhas, ou seja, heresias. Jesus condenou a Igreja de Tiatira por que essa igreja tolerava as heresias, imoralidades e idolatria (Ap 2.20). Portanto, não devemos tolerar falsos ensinos!
VI – A Bíblia deixa claro que não devemos aceitar ensinos novos e estranhos que não tenham sido ensinados por Jesus e seus apóstolos (At 2.42) e, até onde eu sei, a “Unção dos Quatro Seres” não foi ensinada por eles! Portanto, não devemos aceitá-la!
VII – Não podemos ir Além daquilo que Cristo ensinou: I Co 4.6 “E eu, irmãos, apliquei essas coisas, por semelhança, a mim e a Apolo, por amor de vós, para que, em nós, aprendais a não ir além do que está escrito, não vos ensoberbecendo a favor de um contra outro”; I Tm 6.3 “Se alguém ensina alguma doutrina diferente e não concorda com as verdadeiras palavras do nosso Senhor Jesus Cristo e com os ensinamentos da nossa religião é soberbo...”.

Conclusão:
Se não podemos dizer que uma coisa não tem respaldo Bíblico (como você diz), então a heresia não existe, visto que a identificamos quando a mesma é denunciada. Logo, a Bíblia é uma mentira!
No entanto, a Bíblia diz que as heresias existem e devem ser rejeitadas pelos salvos. A heresia consiste em ensinar aquilo que Cristo não ensinou, pois ninguém está autorizado a ir além daquilo que Cristo ensinou.
Diante da existência das heresias devemos dizer se uma coisa tem ou não respaldo Bíblico sim, e mais que isso, como está escrito: “... Então senti que era necessário escrever agora para animá-los a combater a favor da fé que, uma vez por todas, Deus deu ao seu povo.” (Jd 3)

Item II
Você diz:
“... eu tbm vejo muita coisa que ainda que ainda nao compreendo...”

Pensamento Bíblico:
O Importante para nós cristãos não é se uma coisa é estranha ou não, se a entendemos ou não, mas sim, se essa coisa está na Bíblia ou não.
O que você citou em relação aos profetas do Antigo Testamento são coisas estranhas mesmo, mas estão na Bíblia. Ao passo que a “unção dos quatro seres” é uma coisa muito estranha e o mais importante: NÃO ESTÁ NA BÍBLIA!

Conclusão: Uma coisa pode ser estranha para mim, mas para outro não, isso muda de pessoa para pessoa. O que importa mesmo é se essa “coisa”, ou doutrina tem respaldo Bíblico ou não.
Não há qualquer referência na Bíblia sobre a “unção dos quatro seres”, portanto é uma doutrina estranha às Sagradas Escrituras.

Item III
Você diz: “... isso exige de nós uma profunda pesquisa sobre o assunto...”

Pensamento Bíblico:
É claro que devemos pesquisar antes de falarmos sobre um assunto, no entanto, nós que somos Cristãos usamos como fonte de pesquisa primária a Santa Palavra e, nela não encontramos nenhum referência a tal “unção dos quatro seres”. Isso prova que essa é uma doutrina inexistente para a fé Cristã!

Item IV
Você tenta defender a doutrina da “unção dos quatro seres” dizendo: “... a biblia ta cheia de de fatos estranhos que de imadiato nos parece heresia, nossa mente é humana claro que ela vai rejeitar aquilo que nao entendemos ou nao compreendemos...”

I – Como você disse a Bíblia relata vários acontecimentos estranhos. E como eu já disse o que você citou em relação aos profetas do Antigo Testamento são coisas estranhas mesmo, mas estão na Bíblia. Ao passo que a “unção dos quatro seres” é uma coisa muito estranha e o mais importante: NÃO ESTÁ NA BÍBLIA!
II – O fato de não compreendemos algo, não faz desse algo uma heresia e nem uma Verdade. O que faz com que algo seja verdadeiro ou não, é se este algo tem base Bíblica ou não.
A maioria das pessoas entende que Jesus Voltará. Essa é uma doutrina Bíblica relativamente fácil de compreender, entretanto, por que é fácil não significa que é uma mentira.
Quando falamos da doutrina da Trindade (Deus é Um em Três e Três em Um) é dado um nó na cabeça de muitas pessoas e, nem por isso ela é uma mentira.
Crer no horóscopo é relativamente fácil, mas isso não faz do horóscopo uma verdade.
Destarte, o fato de algo ser difícil ou fácil de entender, não faz desse algo, uma coisa verdadeira ou falsa. Uma coisa não tem relação nenhuma com a outra. Não importa se a “unção dos quatro seres” é difícil de entender ou não, o que importa é que ela é uma doutrina que não está na Bíblia!
III – Cada pessoa tem um grau de assimilação. Algumas assimilam as coisas muito facilmente, outras, porém, não. Algumas doutrinas podem ser bem assimiladas por alguns, mas por outros não. A verdade é que, o importante não é se a doutrina é de fácil assimilação ou não, mas sim, se a doutrina está na Bíblia ou não está. Por exemplo, a trindade é uma doutrina dificílima de ser entendida. Alguns a entendem melhor, outros não, no entanto, o que importa é que é Bíblica e tantos uns como outros podem crer nela pela Fé.
O que não é o caso, obviamente da “unção dos quatro seres”, pois essa é uma doutrina que não está registrada na Bíblia!

Conclusão: Ser ou não ser estranha, ser ou não ser de fácil compreensão não define uma doutrina como verdadeira ou falsa. O que faz de uma doutrina verdadeira ou falsa é seu embasamento Bíblico e, quando examinamos a Bíblia não encontramos nenhum ensino sobre a “unção dos quatro seres”.
Portanto, sendo fácil ou difícil de aceitar, a “unção dos quatro seres” é uma doutrina que não encontra respaldo na Palavra de Deus.

Item V
Você diz: “... imagine um profeta fazendo uma maquete de israel e a sitiando e outro que DEUS mandou comprar um cinto de linho usar por um tempo e depois colocar na fenda de uma rocha tem mas um que vivia no deserto que comia gafanhoto que sentido tem nisso??...”

I - De fato, Deus mandou Jeremias comprar um cinto de linho e usar por um tempo. Depois mandou Jeremias colocar o cinto na fenda de uma rocha do Eufrates. Depois de alguns dias, a mando do Senhor, Jeremias foi buscá-lo e estava podre. O objetivo de Deus era demonstrar como ficaria a soberba de Judá: podre como o cinto. (Jr 13.1-11)
Realmente essa atitude não é uma atitude habitual, bem como a ordem que Deus deu a Ezequiel para que comesse estrume.
No entanto, em que esses fatos Bíblicos confirmam a veracidade da “unção dos quatro seres”? Em nada, senão vejamos:
II – Esses acontecimentos estão registrados naquela que é a nossa única fonte de doutrina: A Sagrada Escritura. A “unção dos quatro seres”, ao contrário, não tem embasamento Bíblico, por isso, não pode ser comparada com esses fatos do Antigo Testamento.
A Bíblia é a nossa Única fonte de norma e conduta!
III – Mesmo que esses fatos inusitados da Bíblia tenham acontecido isso não os torna uma Doutrina para a Igreja, ou seja, não os torna Regra de Fé e Prática para a Nação Cristã.
Toda Norma de Fé e prática para a Igreja deve ser fundamentada em toda Bíblia, através de vários textos e inclusive com a confirmação no Novo Testamento.
Se todos os fatos e ensinos do Antigo Testamento fossem uma Norma para a Igreja, necessário seria o cristão guardar o sábado, comer esterco (como Ezequiel), comprar um cinto de linho, oferecer sacrifícios de animais, circuncidar-se etc. Por que a Igreja de Cristo não faz uso dessas práticas? Simplesmente por que umas foram abolidas com pelo Novo Testamento e outras foram fatos isolados não sendo Regra para todos os crentes.
Ora, se nem essas práticas citadas podem ser normatizadas para a Igreja, quanto mais a “unção dos quatro seres”, que nem referência a essa “unção” a Bíblia faz!
Portanto, o ensino da “unção dos quatro seres” não deve ser aceito por aqueles que têm na Bíblia sua única base doutrinária.
IV – Agora, se para você não tem sentido João Batista ter comido gafanhotos, para mim, faz todo sentido. Os gafanhotos eram tipos de insetos permitidos por Deus no cardápio de um judeu: Lv 11.22 “Deles comereis estes: a locusta segundo a sua espécie, e o gafanhoto devorador segundo a sua espécie, e o grilo segundo a sua espécie, e o gafanhoto segundo a sua espécie.” Além disso, o gafanhoto era um alimento comum na palestina.
Portanto, não há nada “sem sentido” no fato de João Batista ter se alimentado desse inseto!

Conclusão: Aquilo que é normativo para a Igreja está claro nas Escrituras, e não somente em alguns textos isolados.
Finalmente, volto a dizer que o ensino da “unção dos quatro seres” não deve ser aceito por aqueles que têm na Bíblia sua única base doutrinária.

Item VI
Você diz: “... querido o profetico é assim, DEUS nao tem obrigaçaõ de nos explicar tudo nem nós podemos nos cobrar saber de tudo,...”

O pensamento Bíblico:
I –
O que você entende por “profético”? Há uma grande diferença entre o ministério profético dos Hagiógrafos (escritores bíblicos) e o ministério profético da Igreja atualmente.
Hoje o Cânon (lista dos livros inspirados) já foi fechado, não podemos acrescentar e nem tirar nada da revelação Bíblica. O que Isaías e os demais profetas profetizaram entrou para o Cânon Bíblico, ou seja, a profecia deles virou Palavra de Deus, diferentemente dos profetas na Igreja, visto que, o que os profetas profetizam desde o fechamento do Cânon não pode acrescentar e nem tirar nada do mesmo!Esclarecendo: Eu e você podemos profetizar (doutrina assembleiana), mas nossa profecia não vai fazer parte da Bíblia e muito menos ter o mesmo nível de inspiração dela (Theopneustos). Além disso, não podemos acrescentar algum ensino novo (como a unção dos quatro seres) por que a revelação completa de Deus já nos foi dada!

II – Eu realmente entendo que Deus não nos revelou tudo, pois como dizem as Escrituras: Dt 29:29 “As coisas encobertas são para o SENHOR, nosso Deus; porém as reveladas são para nós e para nossos filhos, para sempre, para cumprirmos todas as palavras desta lei.”
Não entendemos tudo sobre Deus, mas tudo, absolutamente tudo o que Deus quis que soubéssemos está revelado na sua Palavra!
Toda a revelação de Deus já foi dada através da Bíblia e nós não podemos tirar e nem acrescentar nada a essa revelação. Como está escrito: Pv 30.6 “ Toda palavra de Deus é pura; ele é escudo para os que nele confiam. Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda, e sejas achado mentiroso.”; e também: Ap 22.18,19 “Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro; e, se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, da cidade santa e das coisas que se acham escritas neste livro.”
Portanto, qualquer um que não se contenta com a revelação Bíblica não pode ser um seguidor de Cristo!

Conclusão: Não sabemos de tudo, mas toda revelação necessária vem da Bíblia e fora dela nenhuma doutrina deve ser aceita!

Item VII
Você diz:
“... o que nao podemos fazer sair batendo tao forte naquilo que nao entedemos, eu nao sou leiga estudo teologia mas nao me acho capaz julgar de maneira agressiva os meus irmaos...”

Pensamento Bíblico:
Só para esclarecer, você está usando a expressão “não entendemos” no sentido de “não aceitar” ou no sentido de “não compreender”?

I – Se você está querendo dizer que não devemos julgar aquilo que não compreendemos, vejamos:
1 – Se é verdade que uma pessoa não deve julgar a outra por que não conhece aquilo pelo qual está julgando-a. Então, é igualmente verdade que uma pessoa que nunca usou drogas não pode dizer que um usuário de cocaína está errado em usá-la, por exemplo, pois essa pessoa que está julgando nunca experimentou os efeitos da droga, portanto, não os conhece. Está claro que isso é uma mentira!
Eu não preciso conhecer as sensações provocadas por uma droga para saber que ela é nociva ao organismo humano. Basta somente algum conhecimento dos males provocados por esta para que eu a repudie!
2 – Igualmente, eu não preciso conhecer todos os “santos” do candomblé para saber que essa prática está errada. Imagine um espírita dizendo-me: “você não pode dizer que o candomblé é uma prática errada, pois você não o conhece”. É obvio que posso julgá-lo, desde que use a Palavra de Deus para isso.
II – Se você está querendo dizer que não devemos julgar aquilo que não aceitamos. Vejamos:
Eu não aceito a adoração de ídolos, o espiritismo, o mormonismo, as heresias etc. De acordo com o seu raciocínio eu não posso dizer a nenhuma das pessoas pertencentes a essas seitas que elas estão erradas? Sendo assim, como elas saberão que estão no erro? Como serão livres? Ou as heresias só estão do lado de fora e não estão também entre nós Cristãos?
Jesus estava errado em julgar os fariseus? E João Batista? E Paulo quando repreendeu a Pedro, segundo Gálatas 2.11-14? Estava ele errado? Acredito piamente que não!
III – Outrossim, não quero ofender com meus estudos a nenhuma pessoa!
Meu objetivo é tirar alguns irmãos em Cristo, bem como as demais pessoas, dos erros doutrinários.
Nunca tenho levado as questões doutrinárias para o lado pessoal. O que procuro combater não são as pessoas mais as idéias e doutrinas contrárias à Bíblia.
IV – Se o seu argumento fosse uma verdade, se não pudéssemos mostrar o erros para as pessoas você estaria caindo no seu próprio argumento, visto que, com seu comentário você tentou provar que eu estou errado (julgou-me).
Eu, ao contrário, acho que você tem todo direito de me julgar, contanto que haja respaldo Bíblico (o que não é o caso).

Conclusão: Mesmo não sabendo de tudo, o Cristão deve combater com fervor todas as idéias e doutrinas que não se acham respaldadas na Palavra, visto que, o importante não é conhecer tudo, mas procurar conhecer toda a Palavra de Deus!

Item VIII
Você diz: “... sera que joao batista tao admirado por nós se vivesse nos dias de hj vc diria que ele é eretico e jeremias coitado seria uma miseria?...”

Pensamento Bíblico:

I – Não entendo por que eu chamaria João Batista de herético visto que ele nunca ensinou nada que contrariasse a Bíblia (como por exemplo, a “unção dos quatro seres”).
João Batista foi um homem que lutou contra os falsos lideres da época, expôs os pecados ilícitos (adultério de Herodes) e morreu por falar a verdade. Depois dele Deus levantou Paulo, Agostinho, Huss, Lutero, Edwards, Spurgeon e continua levantando muitos outros!
II – Considero uma “miséria” todo ensino que não é Bíblico. Na Bíblia os hereges aparecem com vários nomes, Paulo os chama de Soberbos, Jesus de filhos do Diabo, em Gálatas, Paulo os chama de malditos (anátema) e assim por diante.
III – No que diz respeito a Jeremias, considero-o como um homem que foi um grande profeta de Deus.

Conclusão: Jeremias e João Batista não foram doutrinadores, como Paulo (por exemplo). Mesmo assim nunca proferiram uma palavra que não estivesse de acordo com o restante da Bíblia. Jesus testifica de João Batista e cumpre profecias de Jeremias na sua vida, no entanto, não vemos Jesus ensinando sobre a “unção dos quatro seres”, por isso essa doutrina não tem o mesmo peso de inspiração das palavras de Jeremias, João Batista e de Cristo!


Item IX
Você diz:
“... uma e se DEUS te chamasse pra um ministerio profetico e mandasse vc fazer coisas que nem vc entenderia por amor a ele vc faria?pense nisso...”

Pensamento Bíblico:
I –
A Palavra profeta (greg. prophetes) tem vários sentidos dependendo do contexto em que está inserida, no entanto, num sentido geral, profeta hoje é aquele que expõe a Doutrina Bíblica, é porta voz de Deus através de sua Palavra!
Deus, pela sua Graça tirou-me de muitos males (drogas, bebidas, promiscuidade etc) e, de um modo sobrenatural chamou-me. Acredito piamente que sou um pregador da Cruz de Cristo, e todo aquele que expõe sua Palavra de modo fiel o é!
Deus já fez sim várias coisas comigo as quais eu não entendi, no entanto isso não significa que toda experiência pessoal, profecia e revelação deva ser aceita sem serem analisadas e julgadas pela Palavra!

II – Nenhuma experiência pessoal, profecia ou revelação pode ser usada doutrinariamente. Se elas pudessem assim ser usadas os mórmons estariam certos (o fundador recebeu uma revelação nova de um anjo: outro evangelho), os católicos, outrossim, estariam certos com suas revelações da virgindade, impecabilidade e ascensão de Maria e qualquer um que aparecesse com uma revelação nova “da parte de Deus” seria aceito sem problemas.
Portanto, como sabemos que os católicos e os mórmons estão errados nas questões mencionadas? Sabemos por que olhamos para a Palavra e não achamos respaldo para tais ensinos.

Conclusão: Toda experiência pessoal, revelação, profecia, pregação, hinos etc., devem ser julgados pela Palavra de Deus e nenhum deles, de modo algum, pode acrescentar uma doutrina nova sequer à Igreja de Cristo!

Item X
Você diz: “... agora a respeito de mike shea eu posso fazer essa declaração ele é um homem de DEUS simples um pai disposto a fazer tudo pra declarar com sua vida o amor a JESUS disposto sim a se expor ao ridiculo por amor a JESUS, nao esta na obra de DEUS POR DINHEIRO NEM POR FAMA NEM PRA SER RECONHECIDO ,como temos visto muitos por ai,muitos perdendo aquilo que DEUS colocou na sua nao suas maos pra serem alpinistas ministeriais isso sim é uma miseria pra nossa nação esses homens tem adorado o seu bezerro de ouro, os seus TITULOS sao mais importantes do que qualquer coisa isso sim é um disparate uma heresia, mike shea só tem orado pra que o reino de DEUS seja estabelecido na terra,...”

Pensamento Bíblico:

I – Em relação ao Mike Shea como pessoa, não tenho opinião alguma. No entanto o fato de uma pessoa dizer que é cristã, profetizar, fazer milagres ou maravilhas não significa que essa pessoa, em verdade, seja salva. Vejamos: Mt 7.21-23“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade.
II – As evidencias da salvação de uma pessoa envolvem vários fatores: frutos, a doutrina que ela prega, a verdadeira intenção do coração etc.

Conclusão: Muitos, como diz a Bíblia, professam o nome de Cristo, fazem milagres, curam enfermos e, no entanto, nunca nasceram de novo. Só Deus conhece o íntimo do coração do ser humano e sabe quem o serve com sinceridade.
Cabe ao cristão, portanto, lutar pela Fé e não por pessoas ou denominações!

Item XI
Você diz: “... e vc tem orado pelo uque?...”

Se eu entrar em detalhes naquilo que tenho feito para Cristo, que é pouco comparado ao seu amor por mim, me sentiria um fariseu.
Eis o que eu posso expor: O mundo precisa conhecer a Cristo e seu Evangelho. Tenho, portanto, me empenhado, pela Graça de Deus, nessa tarefa!
Que você possa nos ajudar também convidando amigos não crentes para acessar nosso projeto evangelístico: http://vocenaotemoutraescolha.blogspot.com/. Que a Palavra de Deus possa frutificar no coração de quem está lendo. A Ele a Glória!

Conclusão Geral: A doutrina da “unção dos quatro seres” é extrabíblica por que vai além daquilo que está escrito. É antibíblica visto que fere a unidade da doutrina Bíblica e não deve ser abraçada por nenhuma pessoa que tem a Bíblia como ÚNICA, INFALÍVEL E INERRANTE REGRA DE FÉ E PRÁTICA!

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Ídolos Evangélicos

Se alguns "crentes" empreendessem tanto empenho em favor da defesa da doutrina Bíblica e da pregação do Evangelho como se empenham em defender seus "ídolos", "homens de Deus", admirados por sua grande "espiritualidade", certamente não existiriam perdidos e nem heresias na Igreja.
Veja esse ótimo comentário do Pastor Ciro Zibordi sobre o assunto: http://cirozibordi.blogspot.com/2008/09/pregadores-e-cantores-mais-populares-do.html